• A Gemalto agora faz parte do Grupo Thales, descubra mais aqui.

As árvores estão falando


​​​​​A tecnologia M2M está ajudando a acabar com a exploração madeireira ilegal na Amazônia
[Article published in The Review (Feb. 2013)]

De acordo com o famoso koan Zen, as árvores da floresta podem ou não fazer um barulho quando caem. Na Amazônia brasileira, no entanto, elas têm uma maneira nova e silenciosa de alertar as autoridades quanto à extração madeireira ilegal: mensagem de texto.

Cobrindo uma área de 1,4 bilhão de acres e hospedando uma em cada 10 espécies do mundo, a Floresta Amazônica perdeu cerca de um quinto de seu tamanho total desde 1970. Embora o desmatamento tenha atingido os níveis mais baixos em 2012, cerca de 3 mil quilômetros quadrados foram perdidos.

 

Cerca de 63% da Floresta Amazônica está localizada no Brasil e o governo investiu pesado em diversas medidas para reduzir os desmatamentos ilegais. A transmissão de imagens por satélite é uma dessas iniciativas: ela funciona bem na identificação de grandes áreas que foram desmatadas para exploração ilegal, entretanto as gangues podem “enganar” esta tecnologia ao desmatar diversos locais menores.

Agora, como parte de um programa piloto, as árvores em uma área protegida da Amazônia brasileira foram equipadas com um dispositivo de comunicação celular chamado Invisible Tracck, que foi desenvolvido pela empresa líder de tecnologia de monitoramento e rastreamento Cargo Tracck usando a tecnologia Cinterion da Gemalto para as comunicações M2M (máquina a máquina). O Invisível Tracck apresenta um módulo de comunicação BGS2 que envia um alerta para o centro de operações da Cargo Tracck com sua localização sempre que estiver dentro de 20 milhas de uma estação base de rede celular. O Cargo Tracck, informa, então, aos funcionários da agência de proteção ambiental brasileira (IBAMA) de que uma das árvores equipada es​tá se movimentando.

O primeiro desafio era projetar um dispositivo que pudesse operar e sobreviver no ambiente vasto e hostil que é a Amazônia: a floresta recebe uma média de 4.500 mm de chuva por ano .

Missão cumprida. Altamente robusto, o dispositivo pode operar por mais de um ano sem recarregar e foi modificado com a nova tecnologia Radiation Exchange Data (RED), que estende a sua amplitude em áreas de sinal baixo.

Mais importante ainda, o dispositivo Invisible Tracck é discreto. Com um tamanho aproximado de um baralho de cartas, é difícil detectá-lo sem examinar uma árvore detalhadamente, fato que deve, segundo seus criadores, desencorajar madeireiros a transportar madeira cortada ilegalmente.

O projeto foi inicialmente concebido pela TV Globo, uma rede brasileira de TV, para chamar a atenção para o grave problema da exploração ilegal que assola o Brasil. O teste inicial envolveu 20 dispositivos colocados estrategicamente e resultou em várias prisões e no fechamento de uma serraria ilegal. Isto demonstrou como a tecnologia M2M pode ser aplicada nas mais criativas formas para lidar com problemas do mundo real de forma eficiente.

Ver o comunicado de imprensa  | Gemalto blog

 

 Documentos