• A Gemalto agora faz parte do Grupo Thales, descubra mais aqui.

Know Your Customer e combate à lavagem de dinheiro


​​​​​​​O panorâma traçado pelas organizações mundiais de combate à lavagem de dinheiro (AML) e controles contra o financiamento do terrorismo (CFT) busca regulamentações mais rígidas para as instituições financeiras. Estas regulamentações internacionais, influenciadas por normas de grupos como A Força Tarefa da Ação Financeira (GAFI*), agora são implementadas nas leis nacionais dos países europeus, abrangendo fortes diretivas como AML 4 e medidas preventivas como "KYC" (Know Your Customer) para identificação do cliente.

Know your customer 

Diretiva para o combate à lavagem de dinheiro

Na Europa, a quarta diretiva ao combate da lavagem de dinheiro (AML4) lançada em 2015, definiu um novo conjunto de regras para ajudar as entidades financeiras à protegerem-se contra os riscos de lavagem de dinheiro e financiamento do terrorismo.​​

A última versão da diretiva AML trouxe novos desafios para as instituições financeiras: 

  • Melhorar a compreensão dos clientes e seus negócios financeiros para minimizar o risco
  • Rigorosa “Medida de Vigilância de Cliente” (Customer Due Diligence – CDD)
  • Controle de identidade do cliente e compartilhamento de dados com administração central
  • Estados membros da UE devem implementar a diretiva no prazo de dois anos​
​No Brasil, principalmente após a Operação Lava Jato ganhar notoriedade, o controle sobre os bancos e a pressão por novas regulamentações contra fraude e lavagem de dinheiro aumentou consideravelmente. Especialistas afirmam que práticas de lavagem de dinheiro no país são comparáveis com o dinheiro arrecadado com o tráfego de drogas em outros países da América Latina.  Enquanto alguns críticos afirmam conivência de bancos brasileiros, outros focam nas artimanhas dos corruptos em movimentarem o dinheiro ilícito em outros países - dificultando a força dos orgãos reguladores do Brasil. 

O ponto principal prevalece: medidas mais rígidas de KYC e processos claros de vigilância do seu cliente devem ser pré-requisitos para que bancos e instituições financeiras fiquem isentos de culpa e ajudem o governo a barrar a lavagem de dinheiro e fraude de pessoas mal-intencionadas. A colaboração entre países pode ser também uma solução relevante para combater a movimentação de dinheiro ilícito. 

Medidas de Kno​w Your Cust​omer (KYC) e “Vigilância de Cliente” (CDD)

A política de  'Know Your Customer' , comumente conhecida como 'KYC', é uma medida obrigatória para todos os bancos e outras instituições financeiras focadas no processo de identificação do cliente. Para cumprir com os regulamentos internacionais ao combate à lavagem de dinheiro e o financiamento do terrorismo, os procedimentos de Know Your Customer precisam ser implementados na primeira etapa de qualquer relação de negócios quando ativando um novo cliente;

Bancos normalmente implantam suas políticas de KYC incorporando este 4 elementos-chave:

  • Política de Privacidade de Cliente;
  • Processos de Identificação de Cliente;
  • Monitoramento de Transações;
  • Gerenciamento de Risco.

KYC começa com a simples tarefa de verificar que os clientes são quem eles dizem ser. No setor financeiro, isso envolve a verificação da identidade de um cliente através de documentos, incluindo, por exemplo, um documento de identidade nacional. Para alguns, isso ainda é essencialmente um processo manual - de análise de papel; para outros é um processo digital que envolve a verificação de que um documento de identidade é genuíno. é possível, ainda, autenticar o titular do documento através do uso adicional de​ biometria, tais como o reconhecimento facial ou impressão digital.

Um processo de verificação de ID permite que um banco capture automaticamente dados demográficos do cliente, que podem ser integrados em sistemas corporativos como um CRM, para agilizar o processo de integração dos clientes, realizar processos de due diligence e avaliação de riscos ou, se necessária, a ligação de recursos externos à revisão de PEPs (Pessoas Politicamente Expostas).

As instituições financeiras também são obrigadas a manter registros sobre transações e informações obtidas por meio de Medidas de Vigilância do Cliente. Estes requisitos devem ser aplicados para todos os novos clientes e também para os clientes existentes com base na materialidade e risco.

A prática de KYC é um elemento importante na luta contra a criminalidade financeira e lavagem de dinheiro, e com uma identificação do cliente mais crítica, o desempenho nas outras fases do processo será muito mais tranquilo.

Como a Gemalto pode ajudar

Com uma forte experiência em verificação de identidade para os governos, a Gemalto também oferece suporte aos seus clientes do setor privado, fornecendo uma solução que os ajude a cumprir com as novas regulamentações, particularmente as que dizem respeito a Medidas de CDD - Customer Due Diligence e obrigações de KYC (Know Your Customer).

A solução de ID Verification, por exemplo, ajuda os bancos a fornecer uma experiência de ativação de cliente abrangente, digital e que minimiza o risco de fraude. Além de garantir uma experiência descomplicada e totalmente eficiente para o seu usuário. Nossa solução fornece, automaticamente, em questão de segundos:
  • Captura digital das informações dos clientes para o preenchimento automático no seu banco de dados
  • Verificação multicanal de documentos de identidade, com níveis de segurança adaptáveis
  • Opção de autenticação de cliente utilizando tecnologias biométricas
  • Opção de avaliação de risco do cliente através da revisão dos PEPs, penalidade ou listas de clientes​

*FATF recommendations 2012

Conheça ainda nossa solução de prevenção de fraudes e avaliação de risco, Gemalto Assurance Hub, um hub aberto que permite aos bancos avaliar cada sessão bancária on-line em tempo real. Ele vem com as melhores soluções já pré-integradas para analisar uma ampla variedade de atributos e recursos do usuário e do dispositivo, tais como localização geográfica, perfil do dispositivo, endereço de IP, avaliação de dispositivos e biometria comportamental. Tudo isso para conseguir autenticar seu cliente, sem a necessidade de adicionar interações adicionais - descomplicando a experiência do seu usuário. 

Saiba mais sobre a solução Gemalto Assurance Hub​

Novas tecnologias também agilizarão o processo de integração de novos clientes e controle de dados: Nossa solução Trust ID Network de blockchain e gerenciamento de identidades descentralizadas, em desenvolvimento com a R3, ajuda a simplificar o processo de integração de novos clientes, tendo acesso a dados atualizados, precisos e confiáveis e limitando o risco de roubo e fraude de identidade, ao mesmo tempo em que oferece um serviço de Gerenciamento de Identidade conveniente e seguro.
Saiba mais sobre a solução Trust ID Network​

 Documentos

  • Gemalto Trust ID Network (Gerenciamento descentralizado de identidades)

    A solução Trust ID Network é uma plataforma de Identidade digital descentralizada baseada em Blockchain, que permite aos provedores de serviços simplificar o gerenciamento de identidade do cliente e agilizar o processo de due diligence, fazendo com que os usuários finais tenham controle total de sua identidade.

    Gerenciamento descentralizado de identidades [PDF - 1.6MB]
  • Gemalto ID Verification

    Uma solução automatizada de verificação de identidade completa para o cadastro de novos clientes.

    ID Verification [PDF - 820kb]
  • Tudo que você precisa saber sobre a AML IV

    A quarta diretiva de combate à lavagem de dinheiro (AML) entrou em vigor em 26 Junho de 2015 e, estabelece um novo conjunto de regras para ajudar as entidades financeiras a protegerem-se contra os riscos de lavagem de dinheiro e financiamento do terrorismo

    Faça o download do infográfico