• A Gemalto agora faz parte do Grupo Thales, descubra mais aqui.

El Salvador


​​​​​​​​ Entrevista com Roberto Siegrist, Diretor da SERTRACEN ​Entrevista com Roberto Siegrist, Diretor da SERTRACEN

El Salvador foi um dos primeiros países a introduzir uma carteira de motorista​ baseada em smart card e a Setracen, como a integradora de sistemas selecionada para este projeto pelas autoridades, acumulou uma experiência valiosa.


"Sr. Siegrist, poderia resumir rapidamente o projeto e seus benefícios tangíveis?"

"Nós projetamos e fornecemos uma solução de smart card multiaplicação em todo o país para gerenciar com sucesso os procedimentos e processos de carteiras de motorista, registro de veículos e pagamento de impostos do país. Montamos uma infraestrutura altamente integrada e eficiente interligando o Ministério do Interior, dos Transportes, a Polícia e Alfândega.

Agora, em seu 14º ano de operação, mais de 10 milhões de documentos eletrônicos foram emitidos em El Salvador e 76 mil novos cartões são emitidos a cada mês.

Eu vejo quatro principais benefícios que afetam motoristas, órgãos públicos e contribuintes:

  • Conveniência: os processos de registro biométrico e emissão demoram apenas 30 minutos
  • Aumento da arrecadação de impostos: a evasão fiscal foi reduzida em 35% após apenas um ano de operação
  • Impacto no comércio: a importação ilegal de carros foi reduzida
  • Impacto na criminalidade: o roubo de veículos foi reduzido drasticamente

.Além disso, o programa tem sido eficiente em convencer motoristas e proprietários de veículos a serem mais responsáveis por suas ações, resultando em hábitos de condução mais responsáveis, menos acidentes e redução dos prêmios de seguro."

Quais seriam as suas recomendações para os nossos leitores?

"Eu diria:

1. Proteja a carteira de motorista eletronicamente a fim de combater ativamente a fraude de documentos e aumentar o nível de confiança no documento. Eu diria que, como ocorreu em El Salvador, o registro biométrico e o curto período das renovações também são essenciais aqui. Ter um documento criado há, digamos, 40 ou 50 anos e ainda em circulação é inaceitável!

2. Garanta o cumprimento das normas de carteira de motorista internacionais e regionais. El Salvador é um país pequeno e a interoperabilidade com outros países pode ser fundamental no futuro para combater o crime internacional.

3. Desenvolva uma carteira de motorista e registro de veículos modernos e seguros nos quais a polícia e outras administrações públicas possam contar de forma sustentável e com confiança.

4. Tente criar uma plataforma compartilhada e adaptável ao futuro para a carteira de motorista eletrônica que possa ser usada para a prestação de serviços públicos para todos os órgãos governamentais, assim como para as organizações privadas.

5. Garanta aos titulares das carteiras de motoristas que seus dados estão protegidos e que podem ser trocados em sigilo.

6. Facilite a vida cotidiana da polícia com o equipamento de verificação móvel a fim de permitir uma verificação confiável. É possível obter significativas economias de custos aqui."

 Documentos