• A Gemalto agora faz parte do Grupo Thales, descubra mais aqui.

Como os esportes colocaram a nação do samba em movimento


A Copa do Mundo e as Olimpíadas estão trazendo a tecnologia de transporte tão necessária para o Brasil

Dois grandes eventos esportivos anunciam uma nova era da tecnologia inteligente para o transporte no Brasil. A Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016 estão por trás da atualização da infraestrutura de transporte problemática do país. O Ministério do Turismo do Brasil espera entre 800 mil e um milhão de visitantes para a Copa do Mundo de 2014 – um grande fluxo de pessoas que testará a rede de transporte até o limite. A falta de uma infraestrutura de transporte também dificulta a economia do Brasil. As áreas chave são os aeroportos, que já estão funcionando com excesso de capacidade, muitas vezes acarretando longos atrasos para os passageiros. O governo defronta-se com um grande desafio: em abril de 2011, o Instituto de Pesquisas Econômicas do Brasil declarou que era improvável que os aeroportos estariam prontos para a Copa do Mundo.

Ação Rápida

Enquanto o governo se apressa para cumprir o prazo, desenvolvimentos tecnológicos recentes e futuros beneficiarão os brasileiros até muito tempo depois de 2016. Em agosto, a Polícia Federal do Brasil começou a testar o sistema RAPID, que já é usado no Aeroporto de Faro, em Portugal. O RAPID (Reconhecimento Automatizado de Passaportes Identificados Documentalmente) permite o reconhecimento automático dos documentos de identificação dos passageiros que tenham sido emitidos com chips de computador e tecnologia biométrica. O sistema consiste em um VBeGate produzido pela empresa portuguesa Vision-Box e um sistema de verificação biométrica. A tecnologia é projetada para reduzir o tempo que os passageiros gastam na imigração – é útil ao processar centenas de milhares de visitantes. Ele usa a análise de dados biométricos para comparar as fotos nos passaportes com os rostos dos passageiros e a meta é implantar a tecnologia a tempo para a Copa do Mundo, caso isso seja aprovado.

4G Super-rápida

As cidades que sediam os jogos da Copa do Mundo no Brasil estarão entre as primeiras a receber a tecnologia sem fio 4G. Logo, Cuiabá, Curitiba e São Paulo irão se beneficiar das redes 4G que são até 10 vezes mais rápidas do que a rede 3G.

Controle de Multidão

Outro desenvolvimento futurista é a implementação de óculos aperfeiçoados pela biometria que, em conjunto com uma câmera de reconhecimento facial, captura 400 imagens faciais por segundo. Estas imagens são retransmitidas para um banco de dados que pode armazenar até 13 milhões de rostos e alertar o usuário em tempo real. Os óculos, que deverão ser usados pela polícia para a Copa do Mundo, atualmente estão sendo implementados em terminais de ônibus e aeroportos no Brasil.

Brasil adere à tecnologia sem contato

Em 2009, a tecnologia se​m contato MasterCard PayPass foi implementada no Rio de Janeiro, permitindo aos usuários acessarem determinadas estações de trem, cinemas, restaurantes, estacionamentos e o sistema do Metrô. Os benefícios são óbvios: acesso instantâneo a serviços e produtos para os usuários dos cartões MasterCard.

Repressão ao roubo de carros

Em julho de 2007, o governo brasileiro renovou tecnologicamente o tema sobre roubo de veículos. Em um país onde 1% dos seus 35 milhões de veículos são roubados a cada ano, um sistema que usa conexões de GPS e celular para rastrear e desligar veículos roubados parecia ideal. Desde que o governo propôs isso, o programa, SIM RAV, se defrontou com a oposição das partes interessadas, tanto no setor público, quanto no setor privado. Preocupações quanto à privacidade, custos e níveis diferentes de entusiasmo dos fabricantes retardaram a implementação, que está prevista para Janeiro de 2012. Quando ele for à frente, a tecnologia poderá se mostrar eficaz.l.